Charming

Segunda-feira foi um dia um tanto engraçado, apesar de que somente uma ocorrência se faça mencionável:
Sem muitas opções decentes de almoço, eu e o sr. T acabamos por ir almoçar no Bob’s do shopping. Foi nada mais do que uma bela facada no bolso, R$10,35. Mas foi um dinheiro muito bem gasto.
A duas mesas adiante, uma garota comia um pastel demoradamente, saboreando uma pepsi twist. Linda, simplesmente linda. Cada ângulo que ela se voltava, me mostrava uma pose ainda mais bela que a anterior. Cabelos castanhos bem amarrados, aquele tipo de olhos curiosos, vivos e uma boca linda, convidativa de lábios rosados.
Não é a primeira vez que isto acontece, não é mesmo? Fiquei encantado por ela. Durante todo o almoço seguia seus movimentos com o olhar, gravando cada pequeno detalhe, a pequena marca sob o olho esquerdo, a maneira com que distraída bebia do refrigerante fazendo beiçinho, o riso solitário e a maneira com que me olhou.
É, ela me olhou. Embora eu não acredite que isto possa realmente ter sido real. Talvez ela não fosse real. Mas o Trevisan estava lá, e ficou tirando uma da minha cara, dizendo que ela estava de encarando.
Eu não sei, ainda estou atordoado com a beleza dela. Linda


Deixar uma Resposta