Me Sinto Envelhecer

“Vi a alma tremular nos olhos dela. Ela me viu – me viu mesmo – e viu a mãe antes de morrer. Olhou para nós um instante e então sua alma jovem voou, suave como uma asa na escuridão, e com tão pouco tumulto quanto a chama de uma vela soprada por uma brisa… agora o coraçãozinho simplesmente desistiu de lutar. Mas ela me viu primeiro. Sei que viu. viu e depois morreu, e passei os braços em volta dela e da mãe e chorei como uma criança.”
– O Inimigo de Deus, de Bernard Cornwell

Me sinto envelhecer junto a Dervel, o narrador da história. Quando começou a contá-la era apenas um jovem a seus quinze anos e, agora ele já tem 32.
Me inflei com seus sucessos, me regozijei na sua felicidade e agora também desfaleço nas suas perdas.
Me sinto envelhecer junto a ele.
E o livro vai terminar, um dia… breve.



Deixar uma Resposta