abr 10 2004

Vazio

muito frio aqui dentro… eu posso sentir o vento da madrugada nas feridas em minhas costas…

› Continue lendo