O Presente

Uma arca pesada, em madeira e metal
sobre a qual minha espada e meu elmo,
preenchida por lança e manopla,
e jogada sobre, minha capa e escudo.

Guardei dentro dela a fé
que me foi dada por minha mãe,
um sacrifício eternamente encrustado
num escudo d’ouro.

Dentro também o aro prateado
da princesa mais altiva,
uma lembrança singela
de um pacto nunca exigido.

E o brilho metálico do aço,
tecido pelas estrelas
e que cobre meu peito
em minhas batalhas mais cruéis.


Deixar uma Resposta