Somos lendas…

E como lendas nós somos lembrados por nossos feitos e por nossa bravura. Mas tudo isto parece um tanto vazio quando você nota que, diferente daqueles por quem lutou, você nada conquistou. Nem um lar, nem algo para chamar de seu.
Estou conquistando algo, depois de muita luta e muito desânimo. Mas eu não desisti. Não tenha sido fácil, mas eu sempre acreditei na recompensa merecida, mesmo que não seja aqui.
Mas eu entendo a sina do cavaleiro sem lar como poucos nestas terras. Talvez porque viemos do mesmo deserto e travamos as mesmas batalhas. Irmãos em armas. Como poucos que já encontrei.
Somos lendas, lendas vivas. E é triste tornar-se uma lenda antes que tenha vontade de descansar.
Minha espada e minha grande guerra.



Deixar uma Resposta