set 23 2004

Preto sobre o Branco

Ela aprendeu, porque eu também não posso? Preciso manter o véxo (ou o FallenAngel) aqui dentro, como ele sempre foi. Foram dias difíceis de reflexão, mas eu não vou conseguir suportar de todo a escuridão e o silêncio. Não sabendo que lá fora estão todos os sentimentos bons que eu almejo. Mas os sentimentos ruins? Que venham juntos, pois eu estarei pronto para eles.
Então eu vesti minha túnica branca, e sobre ela eu me cobri com o manto da noite. E todos verão o cinza, sempre o cinza. Mas eu sei… que há o branco e há o negro. E em parte sou um, e em parte sou outro.
Se eu faço o que eu faço, é por tentar redimir meus erros, e não para conquistar glória.
Eu erro… e erro muito. E muitas vezes me cego e ensurdeço. Mas eu não temo dizer que errei… ou pedir perdão por estes erros.

Obrigado por tentarem me compreender,
peço que o façam antes de julga
porque para alguns eu nunca serei perdoado.

› Continue lendo