Rei Artur, de Allan Massie

O livro vale a pena, mas somente para aqueles fãs de contos arturianos que pretendem conhecer de tudo um pouco. A narrativa é fraca e o autor se utiliza demais de “filosofismos” ruins, emobora não necessariamente mal-embasados. Em certos pontos, ele se abstém de contar detalhes sobre o relacionamento íntimo de Artur com a Morgana; em outro, no entanto, detalha de forma com que o jovem Artur é estuprado por um cavaleiro (sim, isto mesmo… e no livro ele até gosta de meninos e meninas).
Ainda assim o livro apresenta alguns pontos de vista diferentes (e mesmo impensados). Mas a narrativa não agrada, realmente.



Deixar uma Resposta