ago 2 2005

O Anel Mágico

Abriu o baú, deixando cair de cima dele a capa e o elmo. Dentro, sua velha espada ainda partida repousava junto as manoplas. Faltava algo, pensou, e retirando do anelar direito um pequenino anel de prata, depositou-o junto a estas coisas; lacrando novamente a grande arca de madeira.
E tudo se tornou cinzento novamente

› Continue lendo