Saudade

A saudade tem um gosto estranho,
parece canela ás vezes
doce e por vezes amarga.

A saudade fere quando doce,
pois eu prefiro salgado
mas sou louco por mousse de maracujá.

A saudade quando amarga
reanima como o conhaque
aquece noites de frios sonhos.

A saudade não explica, ou complica,
ela simplesmente pulsa e dói
inebria e queima, sufoca no peito.

Tento, desta maneira bastante incomum
encontrar desculpas para realizar algo
que não só da coragem basta…

Escrevi um texto sobre recordações certa vez



Deixar uma Resposta