I compare you to a kiss from a rose on the grey

Ainda na vastidão cinzenta, caminhando pelos bosques sombrios, tão antigos quanto a própria terra; diviso, por entre as árvores um pequeno facho de luz descolorida. Ele brilha tímido por dentre os galhos e troncos retorcidos, fugindo do meu olhar para reaparecer logo em seguida. Deixo Nadia a beira do caminho e avanço sozinho por entre as árvores.
A escuridão me envolve com um abraço gelado, mas em meus olhos somente o pequeno facho de luz têm lugar, desenterrando as velhas lembranças, dos tesouros que tive de deixar para trás.
Pouco a pouco a luz toma forma, enquanto me aproximo; uma pequena flor de pura radiância crescendo junto as raízes das urzes, suas pétalas vibram com o ar, parecem queimar em pequenas ondas de luz confortante. A pequena rosa parece possuir alguma cor, mas para mim, a delicadeza imperturbável dela é branca, alva como a luz da lua.



Deixar uma Resposta