Sentidos

O gosto que amarga em minha boca,
é gosto de ferrugem e de cinza,
O veneno que corre em minhas veia

é só álcool e morfina,
O frio que me percorre o corpo
não é inverno; solidão,
A farpa que me transgride a alma,
carvalho do meu próprio coração



Deixar uma Resposta