Ás Vezes

Carlota Joaquina ás vezes aparece
e me faz sorrir sem motivo algum
quando meus olhos repousam sobre ela
qualquer dúvida ou mágoa desaparece

Pouco caso faz de mim doce Carlota
em seus olhos vislumbro desprezo
embora altiva em seu pedestal minha dama
não encontre alma mais devota

Ás vezes Carlota tem outro nome,
outros olhos, lábios e outra voz
mas surge sempre da mesma maneira
com cheiro de canela e olhos de betume

Veste costuras finas repletas de renda
um espartilho negro embora eu creia
que vestida em veludo roxo e anágua
a beleza secreta se desvenda

Em suas mãos, flores de esperança
que Carlota colhe ávida dos corações
como o meu, pouco afortunado
que a tem viva, somente em lembrança



Deixar uma Resposta