out 2 2007

Pequena Recordação

Teu sorriso me assombra e me consola. Congelado e preservado, um último legado de tempos idos; onde afirmava publicamente minha vergonha em me fazer sorrir. Por felicidade que não podia conter.
Hoje esta preocupação não mais me assola, não há sorrisos, não há pessoas a quem comentar, não há felicidade incontida sem você

› Continue lendo