Unidade

Quão belas são as asas,
as penas pelo chão espalhadas.
O branco sobre o cinza,
a trama sobre o asfalto.
Gotas viscosas e rubras
que unem toda a obra.
Quão belas e terríveis,
as verdades que dilaceram.

Pequenas tais quais as penas
entre cacos de vidro.
E sobretudo numerosas
embora formem um único pesar…

Deixar uma Resposta