Outubro se foi…

Outubro foi um mês de silêncio, que acredito agora ter findado. Houveram muitas coisas, fatos e histórias a serem contadas, mas poucas palavras para descrevê-las.

É certo somente que volto a escrever, pois há deveres a cumprir e anseios a sanar.
Estou lendo “As Intermitências da Morte” que de presente recebi da Thalita e do Ferio. Ainda estranho o modo de escrever do Saramago, não pelo rebuscado não-arcaico, mas pela falta de pontuações a qual estou acostumado. Farei uma resenha mais tarde.
Volto logo,…

Deixar uma Resposta