das Perdas

É curioso como o ser humano dá mais valor às perdas do que as conquistas. Elas podem ser sentidas por meses ou anos a fio, mesmo que seus efeitos tenham sido há muito “superados”.

O buraco deixado por nosso sentimento de posse, a ausência da rotina, tudo isso nos atinge de maneira tal que muitas vezes abala todo nossa percepção do mundo.

Acho que, ao falar de nós, do ser humano, eu quis discursar sobre mim.
Eu sou  assim. Afinal, o que de humano tenho eu?


Uma Resposta para “das Perdas”

Deixar uma Resposta