Ela que nunca mais o procurou

Ainda vejo tua face em todos os lugares,
e por mais que procure noutros rostos
outros castanhos que não os teus,
me descubro revendo teu olhar.

Deixo minha mente vagar,
pois o caminho do pesar me atrai
e me engolfa na tua presença
de modo que a realidade não faz.

Certo de que teus pensamentos
se voltam para mim vez ou outra
e desejam ao meu colo retornar.

Te espero hoje, certo de que
se tua partida me agrilhoou,
só tua presença, tua arte
[ me  libertará…

– em nome Daquele que a Morte deixou


Uma Resposta para “Ela que nunca mais o procurou”

Deixar uma Resposta