Obsessão

Adentra os meus lábios e invade meu ser,
rasteja sob a minha pele, deixa marcas.
Toma por empréstimo minhas roupas,
e dá nomes a elas que eu não compreenderia.
Veste minhas camisas e deixa ali seu perfume,
sua presença.

Pouco a pouco a Obsessão se instala,
dividindo comigo travesseiro e cobertor.
Dilui meus pensamentos num turbilhão
roubando-me da cabeceira a consciência.
Por fim, me faz despertar em meio da madrugada
ansiando por ti.


Deixar uma Resposta