As que pedi ontem…

Estranho quando ela me chama de “meu gato“,
com um sorriso singelo me clama para si
e no decorrer de um beijo demorado
me torna parte de sua vida.

Eu, que outrora a reneguei(?)
me percebo desejando sorver dela a alegria
de um encontro noturno, camisas brancas
e outro beijo furtado.


Deixar uma Resposta