set 12 2007

Anseio

só queria te encontrar

› Continue lendo


ago 10 2007

Redenção

Não esperar nada em troca, desejar o bem e fazer o máximo pelos amigos.
Espero que minha dedicação seja suficiente para honrar a cura dos males que causei. Mas é uma esperança, e como todas elas, é vã

› Continue lendo


maio 26 2007

Caminhos

Sigo por caminhos que são só meus, trilhas e picadas estreitas que atravessam o bosque o qual todos os caminhos ladeiam ou cruzam; quando o cruzam, fazem de maneira rápida e direta. O bosque é frio e escuro, e repleto de fadas e vicissitudes, dizia minha avó. Mas eu sigo por estes caminhos só meus, por vezes encontro outro caminho e, caso haja alguém nele, finjo seguir por este, tomando direção contrária. Ladeio por vezes os caminhos maiores, margeando a vida que não é minha, observando ao longe, o temor e a pressa daqueles que não conseguem apreciar o bosque sombrio

› Continue lendo


mar 5 2007

Sentido

Está chovendo um bocado aqui dentro e isto lava e carrega muita coisa. Uma água preta e suja escorre. O problema é que cada vez escorre mais.
Mas eu tenho a certeza que assim, pouco a pouco, um dia tudo será limpo, toda aquela craca acumulada por anos e que tornou parte de minha armadura.
E eu não sei se quero que chova, mas é preciso, como é preciso que eu volte a escrever e que finalmente um dia eu reencontre a esperança, noutros olhos, noutro sorriso, talvez mais infante, talvez com outro sentido. Dar sentido a alguma coisa

› Continue lendo


fev 11 2005

It can’t Rain all the Time

Como diz a múscia no topo, que o Ferio fez questão de me lembrar, Não pode chover o tempo todo.
E eu sinceramente espero por isto, pois houveram dias realmente chuvosos esta semana… chuvosos aqui dentro. Mas não pode ser assim prá sempre e um dia, talvez um dia eu me mude para paragens mais secas. Mas eu não vou desistir de predizer a chuva, não ainda…

› Continue lendo


out 7 2003

Anseios de um Cavaleiro

recompilado de 4/03/01

Quero…
o vento golpeando-me os cabelos
quero…
sentir o odor da grama e do orvalho
quero…
rumar em direção as novas pastagens
a reinos que ainda não conheço

Quero…
ter comigo minha montaria,
meu mais fiel companheiro
quero…
correr com ele sem rumo ou direção
quero…
fugir de toda dor que me aflige a alma

Quero…
minha espada em punho
quero…
a rédea e a sela
quero…
no coração a coragem
e na alma a honra

Quero…
que a tempestade se aproxima
e traga com ela a guerra e a fúria
quero…
um beijo salgado pelas lágrimas
quero…
minha espada e minha grande guerra…

› Continue lendo


ago 18 2003

Facing the Horizon

E não sou o único com problemas, e chegou Video Girl Ai, e ganhei beijo da Julia, e saudade dos amigos, e mensagem saudosa da maninha, e preocupação com o sumiço da cunhada, e ótima interpretação do espinho e do moxego, e novas aventuras por vir.

O que eu quero? O frio, a noite e o vento. E Walhalla!
Voltar a encarar o abismo,… e escrever.

› Continue lendo