abr 20 2007

Como seria?

Com Werther foi violento, impulsivo e emotivo; com Ofélia foi angustiante, sufocante e frio; com a Sylvia sereno, plácido e inebriante.
Comigo, como seria?

› Continue lendo


ago 9 2005

Sob Werther

Impossível lê-lo sem deixar-se influenciar:

“Os meus sentidos se confundem, faz oito dias que não consigo mais raciocinar, os meus olhos estão cheios de lágrimas. Não me sinto bem em parte alguma e sinto-me bem em toda parte. Não desejo nada, não peço nada. Seria melhor partir.”
– Os Sofrimentos do jovem Werther, de Goethe

› Continue lendo


ago 8 2005

Sobre Werther

…É como se eu fosse um espírito que regressasse ao seu castelo, construído quando ainda era um próspero príncipe e ornamentado com todos os requintes de magnificência, encontrando-o destruído pelo fogo…
– Os Sofrimentos do jovem Werther, de Goethe

Mais engraçado é o fato de ter finalizado, durante a manhã, pouco antes de chegar aqui e ver os blogs dos meus amigos, o trecho do dia 3 de novembro

› Continue lendo


out 13 2003

Os Sofrimentos…

Maldito seja Werther… e maldita seja a sua Carlota, e de Calota seu Alberto. Maldito seja eu e todas estas lembranças que me atormentam.
Trevisan me emprestou Os Sofrimentos do Jovem Werther, um livro simplesmente perfeito que estou adorando ler. Por sorte o momento é propício para este tipo de leitura, ou iria me suicidar ao findá-la. O próprio Trevisan afirma que eu sou o Werther… mas não sou não.
Goethe é muito bom com as palavras, e em suas descrições exageradas do amor e da natureza humana. Como eu agora digo… O que seria de um amor verdadeiro sem uma morte trágica?

› Continue lendo