jan 15 2009

Schweigen

Hoje o poeta é Silêncio;
e sua Ira, bem…
ela se foi junto ao Ódio.